Como saber se sua pele está envelhecida? Dermatologista te ajuda!


  • +A
  • -A

Assim como acontece com todo o corpo humano, com o passar do tempo, a pele começa a perder sua força e dar alguns sinais que indicam seu envelhecimento. Mas, conhecendo esses sinais com antecedência, é possível contornar os efeitos da idade, iniciando tratamentos com o auxílio de um dermatologista, para garantir uma pele mais jovem por mais alguns anos.

Manchas roxas e marrons são sinais do envelhecimento da pele


“Uma
pele envelhecida apresenta diminuição do tônus e da elasticidade, evidenciando linhas de expressão e flacidez devido à perda de tecido fibroso, à renovação celular mais lenta e à redução da rede vascular e glandular”, afirma a dermatologista Vanessa Kodani. Com o avanço da idade, ela também fica mais seca por causa da barreira cutânea que não consegue mais impedir a perda de água com tanta eficácia.

O aparecimento de manchas arroxeadas, principalmente nos braços, é um dos sinais da diminuição do tecido fibroso, que deixa de funcionar como proteção a pequenos traumas, resultando no rompimento de pequenos vasos superficiais. Segundo a médica, o envelhecimento também provoca manchas marrons, muito relacionadas à exposição solar ao longo dos anos.

Estresse e ansiedade aceleram envelhecimento da pele


Muitos desses sinais podem ser prevenidos com cuidados durante a juventude. O estado emocional, influenciado pelo estresse, ansiedade e depressão, por exemplo, é um dos principais fatores que aceleram o envelhecimento. “A pele fica suscetível à
ação de radicais livres e hormônios do estresse que, aliados a outros fatores externos, como tabagismo e má alimentação, levam ao envelhecimento precoce da pele”, alerta Vanessa.

Por isso, prestar atenção à saúde emocional é importante para retardar os sinais do avanço da idade na pele. Meditar, praticar atividades físicas, separar tempo para o lazer, ter uma boa alimentação e trabalhar com o que gosta estão entre as medidas indicadas para ajudar no equilíbrio emocional. Mas, é claro, investir na hidratação e no uso de protetores solares e cremes anti-idade também são atitudes essenciais para manter a pele jovem e protegida por mais tempo.

Dra. Vanessa Kodani é dermatologista, formada em Medicina pela Universidade de São Paulo e membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD). CRM-SP: 100793.

Foto: Shutterstock

TAGS
pele

FIQUE POR DENTRO DE DICAS
DE SAÚDE
E BEM-ESTAR

Nenhum comentário para "Como saber se sua pele está envelhecida? Dermatologista te ajuda!"
Seja o primeiro a comentar

Obrigado por compartilhar sua opinião! Todos os comentários passam por moderação, por isso podem não aparecer imediatamente na matéria.

x

Parabéns

Em breve sua revista chegará em sua casa

Percebemos que você gostou do nosso conteúdo. Quer receber nossa revista em casa?

Preencha o formulário com seus dados que enviaremos para você!

* IMPORTANTE: Isso não é uma assinatura. Você receberá apenas esta edição da Revista CUIDADOS PELA VIDA.