Acne: Quais são os riscos de espremer uma espinha?


  • +A
  • -A

Por mais distinta que seja a pele de cada um, todo mundo já espremeu uma espinha pelo menos uma vez na vida. Esta prática, no entanto, não é recomendada pelos especialistas. O ideal é se submeter a tratamentos com acompanhamento profissional e produtos específicos para essa condição.

 

Remoção de impurezas com limpeza de pele ajuda a evitar o surgimento de novas espinhas

 

Mas por que não se deve estourar espinhas? De acordo com o dermatologista Amilton Macedo, a ação é considerada errada pois “traz riscos de contaminação de bactérias, o que, inclusive, pode a levar ao agravamento da acne.” O médico também afirma que mesmo uma pessoa com mãos bem higienizadas pode levar estes microorganismos nocivos à pele, complicando ainda mais o quadro.

Amilton também aponta para a importância de uma boa limpeza de pele para a remoção de impurezas, como cravos e células mortas, o que, consequentemente, contribui para que as espinhas parem de aparecer. “A retirada de cravos e outras impurezas da pele deve ser realizada por meio de extração na limpeza de pele, o que a mantém mais bonita e evita o aparecimento de novas acnes”, explica o médico.

 

Tratamentos variam de acordo com o grau de intensidade de acne em cada pessoa

 

Conforme explica o profissional, há tratamentos específicos para lidar com os mais diferentes tipos de acnes, desde as mais brandas até as mais extremas. Naquelas consideradas leves, “deve-se fazer uma limpeza com sabonete para pele oleosa, usar cremes com ação sebonormalizadora, além de cremes com antibióticos tópicos e ácidos”.

Já nos casos de pessoas cujas peles são marcadas pela presença de acnes descritas como severas, é necessário um pouco mais. “Além dos mesmos cuidados relacionados à acne leve, a acne severa ou grave exige o uso de antibióticos e isotretinoína, ambos por via oral”, explica o dermatologista, que também tem prática em oxidologia (área da medicina que estuda a formação dos radicais livres e seus efeitos no organismo).

 

Dr. Amilton Macedo é médico dermatologista com prática em oxidologia. CRM-SP: 80686 – http://www.amiltonmacedo.com.br/

 

Foto: Shutterstock

TAGS
acne
pele

FIQUE POR DENTRO DE DICAS
DE SAÚDE
E BEM-ESTAR

Nenhum comentário para "Acne: Quais são os riscos de espremer uma espinha?"
Seja o primeiro a comentar

Obrigado por compartilhar sua opinião! Todos os comentários passam por moderação, por isso podem não aparecer imediatamente na matéria.