Alívio para as dores: Como agem os sprays anti-inflamatórios?


  • +A
  • -A

Dores musculares são bem comuns e podem surgir por diferentes motivos. Uma posição desconfortável durante o sono a um esforço prolongado na academia já podem fazer você amanhecer com aquela dor pontual. A primeira alternativa, muitas das vezes, é o spray anti-inflamatório que promete alívio imediato da dor. Afinal, como esses produtos atuam?

Como os os sprays anti-inflamatórios agem?

Os sprays anti-inflamatórios promovem um alívio na região lesionada, mas de acordo com a fisioterapeuta Kyvia Richter, isso acontece de uma maneira superficial, não tendo uma penetração relevante no músculo. O jato seco e forte causa uma sensação muito gelada e, de fato, oferece um conforto imediato no local, porém como não age de maneira profunda, na maioria das vezes não resolve o real problema, necessitando de outras manobras de tratamentos, como exemplifica a profissional. “Serão necessários tratamentos ortopédicos, fisioterápicos ou mesmo medicamentosos. O spray tem pouca duração no organismo e logo após sua absorção, a dor, inchaço, roxidão podem voltar até com mais força”.

É preciso cuidado e moderação no uso de sprays

Como todo medicamento, o spray também requer uma prescrição médica, sempre observando a bula e verificando os componentes da fórmula para que se descarte possíveis riscos de alergia a algum componente. Outro grande cuidado citado pela fisioterapeuta é que em muitos casos esses sprays são tão fortes e gelados que podem causar queimaduras na pele com o uso indiscriminado. “O uso excessivo pode causar uma irritação local.  Também é preciso cuidado para não aplicar o produto em feridas abertas e em muitos casos de entorses, contusões, traumatismos, luxações, distensões, entre outros traumas. O uso desse medicamento pode até aumentar o edema da região afetada”, alerta.

As alternativas de tratamento

Kyvia cita a crioterapia, ou seja, compressa de gelo, de 20 a 30 minutos, quatro vezes ao dia, como uma alternativa eficaz. “O gelo é um dos anti-inflamatórios mais potentes e ainda tem função analgésica, evitando que o edema e a roxidão aumentem, aliviando a dor e impedindo que a lesão aumente”.

Já em alguns casos, o spray não surte efeito desejado. “Uma lesão articular, uma lesão muscular, ou mesmo em uma fratura, esses sprays não terão eficácia porque sua penetração não alcançará a área afetada, atrapalhando seu melhor tratamento”. Por fim, a profissional diz que antes de fazer qualquer automedicação, o paciente deve procurar um profissional da área para que se tenha a garantia de sucesso no tratamento.

Kyvia Richter é especialista em fisioterapia respiratória, home care e possui pós-graduação em Fisioterapia Pneumofuncional e Cardiovascular. Crefito/RJ 70238-F

TAGS

FIQUE POR DENTRO DE DICAS
DE SAÚDE
E BEM-ESTAR

1 comentário para "Alívio para as dores: Como agem os sprays anti-inflamatórios?"

Elisabeth Bastos

Concordo com a fisio. O spray age superficialmente e mascara a problema. Fitoterápicos com massagem e gelo funcionam com mais eficácia, pelo menos em mim e nos meus familiares.

Deixe seu comentário

Obrigado por compartilhar sua opinião! Todos os comentários passam por moderação, por isso podem não aparecer imediatamente na matéria.