Gripe: Ambientes com baixa circulação de ar aumentam chances de contágio?


  • +A
  • -A

Os vírus e bactérias que promovem o desenvolvimento de doenças respiratórias muitas vezes são transmitidos pelo ar, o que pode representar um risco e tanto para quem permanece muitas horas por dia em ambientes fechados e repletos de outras pessoas. Sem conseguir circular, o ar concentra mais esses agentes infecciosos no local, aumentando as chances de contaminação.

Como vários ambientes profissionais agrupam diversas pessoas em um mesmo local fechado, a questão se torna complicada. Todavia, há métodos simples que podem amenizar o problema. “Deixar janelas ou portas abertas para a circulação do ar sempre que possível é uma alternativa”, aponta a pneumologista Nilva Pelegrino.

Limpeza do filtro do ar-condicionado e higienização das mãos são fundamentais


Já no caso dos ambientes que ficam com ar-condicionado ligado em tempo praticamente integral, e que por isso não podem manter janelas e portas abertas, o procedimento recomendado é outro. “Nestes casos deve-se fazer a limpeza periódica com desinfecção do filtro do ar-condicionado, o que diminui sobremaneira a chance de disseminação do agente”, explica a médica.

Higienizar-se bem também pode ser um grande aliado nesta luta, apesar de algumas pessoas não levarem isso muito a sério. Adotar o simples hábito de lavar as mãos ao chegar no trabalho faz a diferença, garante Nilva. “Outra medida muito importante é estimular as pessoas a lavar as mãos. Muitas vezes a disseminação de agentes infecciosos se dá através delas, caso estejam sujas”.

Empresas devem estimular a vacinação em funcionários


Em um caso bem específico de um ambiente totalmente fechado e com o sistema de ventilação ruim, as chances de vários funcionários serem atingidos por um quadro gripal, por exemplo, aumentam bastante. “Por isso sugerimos sempre que as empresas façam campanhas de vacinação que proteja seus funcionários, tais como vacina influenza, pneumococo, meningococo, H1N1 e outras. Essa é uma medida muito eficaz para se diminuir estes quadros”.

Dra. Nilva Regina Gelamo Pelegrino é pneumologista pela Unesp Botucatu e atua na Unimed de Ribeirao Preto/SP – CRM-SP: 88692

Foto: Shutterstock

TAGS
gripe
respiracao

FIQUE POR DENTRO DE DICAS
DE SAÚDE
E BEM-ESTAR

Nenhum comentário para "Gripe: Ambientes com baixa circulação de ar aumentam chances de contágio?"
Seja o primeiro a comentar

Obrigado por compartilhar sua opinião! Todos os comentários passam por moderação, por isso podem não aparecer imediatamente na matéria.