Sinusite: quais são as principais causas, sintomas e como é o tratamento


  • +A
  • -A

A sinusite, também chamada pelos médicos de rinossinusite, é um processo inflamatório que atinge a mucosa do nariz e os seios da face. Apesar de ser bastante frequente entre a população, a doença é mais comum durante o inverno, época em que predomina o clima seco e frio, e pode ser pior nas crianças.

Vírus e bactérias podem causar sinusite


A rinossinusite pode ser causada por diversos fatores. “Pode ter causas alérgicas, virais, bacterianas ou fúngicas. Esses fatores provocam uma reação da mucosa nasal, levando a um edema e à obstrução dos orifícios que drenam as secreções naturalmente para dentro do nariz, acumulando essas secreções e gerando infecção local”, afirma a otorrinolaringologista Luísi Rabaioli.

O contato com a poeira e produtos químicos e até mesmo mudanças de tempo podem funcionar como fatores que desencadeiam a sinusite. Outros fatores de risco são alergias, tabagismo, baixa imunidade, mudanças frequentes de pressão atmosférica e alterações anatômicas, como desvio de septo.

Sinusite provoca dor na cabeça e tosse


A rinossinusite pode ser aguda ou crônica, mas os dois tipos têm sintomas semelhantes. A diferença entre eles é a duração das crises. “Os sintomas do quadro agudo costumam durar pelo menos 10 dias e, na forma crônica, as queixas são mais intensas e duradouras, presentes por mais de três meses”, distingue a médica.

Os sintomas da sinusite envolvem, principalmente, obstrução e secreção nasal, tosse e sensação de pressão e peso na cabeça. Segundo a especialista, os pacientes com o problema também podem ter febre, redução do olfato, abafamento da audição, dor no ouvido e no maxilar superior e cansaço.

Tosse da sinusite pode piorar à noite


Nos casos crônicos, a tosse tende a piorar durante a manhã e a noite, mas se agrava principalmente quando o paciente se deita. Estes quadros da infecção são mais incomuns e estão muitas vezes associados a outros problemas de saúde, como rinite, asma e outras doenças alérgicas.

O diagnóstico da sinusite é feito por meio de consulta com um especialista e de exames. “Durante o exame físico, o otorrinolaringologista encontra alterações e evidências para o diagnóstico. O uso de radiografias ou tomografias não deve ser feito de rotina, mas pode ajudar o médico nos casos de recidivas ou complicações”, afirma Luísi.

Diagnóstico precoce aumenta chances de cura da sinusite


Quanto antes o diagnóstico for feito, melhor será para o paciente. “A rinossinusite tem cura! O tratamento quase sempre é clínico e nem sempre antibióticos são necessários. Podemos utilizar sprays nasais e medicações por via oral, nunca esquecendo da lavagem nasal com soro fisiológico”, diz a otorrinolaringologista.

Entre os medicamentos indicados estão corticosteroides e descongestionantes nasais. A sinusite aguda não costuma deixar sequelas, de acordo com a profissional, mas quadros graves ou casos em que o tratamento clínico não é suficiente podem precisar de cirurgia. O procedimento é realizado por dentro do nariz, sem cortes externos, melhorando a passagem do ar pelos seios da face.

Dra. Luísi Rabaioli é otorrinolaringologista, formada em Medicina pela Universidade Federal de Ciências da Saúde de Porto Alegre e atende em Novo Hamburgo (RS). CRM-RS: 36861

Foto: Shutterstock

TAGS
alergias-respiratorias
gripe
respiracao

FIQUE POR DENTRO DE DICAS
DE SAÚDE
E BEM-ESTAR

1 comentário para "Sinusite: quais são as principais causas, sintomas e como é o tratamento"

Hircel Zacarias

Olá, eu acho que a sinusite ou rinossinusite é causada por vírus,bactérias e fungos e até mesmo poeira

Deixe seu comentário

Obrigado por compartilhar sua opinião! Todos os comentários passam por moderação, por isso podem não aparecer imediatamente na matéria.

x

Parabéns

Em breve sua revista chegará em sua casa

Percebemos que você gostou do nosso conteúdo. Quer receber nossa revista em casa?

Preencha o formulário com seus dados que enviaremos para você!

* IMPORTANTE: Isso não é uma assinatura. Você receberá apenas esta edição da Revista CUIDADOS PELA VIDA.