Asma em idosos: quais os cuidados especiais que devem ser tomados?


  • +A
  • -A

Tosse, chiado e dores no peito, sudorese, lábios azulados e falta de ar são alguns dos principais sintomas vistos em pessoas com asma e que podem piorar à noite ou durante a prática de atividades físicas. A doença é caracterizada pela inflamação das vias aéreas, canais por onde o ar passa, o que dificulta o transporte de oxigênio até o pulmão.

De acordo com o pneumologista Ramiro Sienra, a asma é uma doença que começa tipicamente na infância ou na fase adulta, mas que também pode se iniciar mais raramente na terceira idade. Casos com sintomas parecidos com os da asma devem ser analisados profundamente para avaliar outros problemas graves, como pneumonia, insuficiência cardíaca, enfisema e embolia pulmonar.

Idosos devem receber ajuda para utilizar as bombinhas


Já nos indivíduos em que o diagnóstico é preciso, existem alguns cuidados especiais. Um deles diz respeito ao uso das bombinhas, os dispositivos que liberam as medicações inalatórias. “Alguns idosos não têm força nas mãos nem a coordenação para usá-las corretamente. Deve haver substituição do dispositivo por medicações que possam ser usadas na forma de nebulizações, as chamadas ‘inalações’”, explica o profissional.

A doença também precisa de um acompanhamento constante já que, segundo Sienra, as pessoas perdem a reserva respiratória conforme envelhecem. Aos 80 anos, os idosos têm cerca de 70% da capacidade de um adulto de 20 anos. “Além disso, os idosos são mais propensos a adquirir infecções respiratórias, desde gripes e resfriados a pneumonias. Existe um risco maior de que as crises de asma evoluam para insuficiência respiratória nessa faixa etária”, complementa o médico.

Consultas médicas devem ser mais frequentes na terceira idade


Principalmente na terceira idade, se consultar com um médico de confiança é fundamental para que sejam feitas avaliações holísticas do paciente e uma boa gestão das medicações e, assim, evitar quaisquer efeitos. Complicações em outras doenças podem agravar o quadro de asma e, por isso, esses outros problemas de saúde devem estar sob controle para garantir uma boa qualidade de vida ao paciente.

Dr. Ramiro Sienra é pneumologista, formado pela Faculdade de Medicina da USP e atende em São José dos Campos (SP). CRM-SP: 139797

TAGS
asma
respiracao

FIQUE POR DENTRO DE DICAS
DE SAÚDE
E BEM-ESTAR

1 comentário para "Asma em idosos: quais os cuidados especiais que devem ser tomados?"

pauloazevedoesilva

HA MUITO TEMPO ATRAS EM UMA CONSULTA UM MEDICO ME DISSE QUE EU TINHA ASMA PASSOU OS REMEDIOS MAS NAO LIGUEI E NA USEI – HOJE EM DIA AS VEZES A NOITE E DE DIA TUSSO MUITO UMA TOSSE SECA

Deixe seu comentário

Obrigado por compartilhar sua opinião! Todos os comentários passam por moderação, por isso podem não aparecer imediatamente na matéria.