Radicais livres: Álcool e tabaco podem aumentar a quantidade dessas substâncias no organismo? Por que?


  • +A
  • -A

Os radicais livres são moléculas com elétrons instáveis presentes em nosso organismo que, quando em excesso, podem precipitar doenças degenerativas e o envelhecimento celular. Hábitos não saudáveis, como o consumo de álcool e de cigarro, são alguns dos fatores que aumentam a quantidade dessas substâncias no corpo.

 

Efeitos do álcool e cigarro no organismo

 


Além dos riscos normalmente associados ao consumo de álcool e cigarros, como problemas no fígado e pulmões, respectivamente, eles são ligados ao excesso de radicais livres no organismo. “Esses fatores externos ao organismo (álcool e cigarro) favorecem a multiplicação dos radicais livres, pois aumentam a oxidação ou o estresse oxidativo”, explica a nutricionista Adriana Ávila. “Esse processo leva ao envelhecimento precoce das células, inflamação das células, podendo gerar doenças degenerativas ou autoimunes”.

Segundo a médica, o consumo moderado destas substâncias, tendo em vista a preocupação com os radicais livres, pode ser tolerado apenas no caso do álcool. “O tabaco é sempre perigoso ao nosso organismo, não só pelos radicais livres, mas por todos os outros malefícios que nos causa. O consumo moderado de álcool deve ser individualizado e definido pelo profissional que cuidar do paciente”.

 

Como evitar os danos causados pelos radicais livres

 


As medidas básicas recomendadas para tratar o problema são a prática regular de atividades físicas e a ingestão moderada de alimentos antioxidantes. Ambos ajudam na metabolização do oxigênio pelo organismo, o que reduz a produção dos radicais livres.


Quanto aos alimentos antioxidantes, especialmente, é importante destacar o papel da vitamina E no processo. “A vitamina E ajuda a reduzir os danos do envelhecimento celular por neutralizar os radicais livres”, explica Adriana. “Ela se deixa atacar pelos radicais livres e age como um tampão químico. Além disso, a ação do nosso sistema imunológico também é importante na neutralização dos radicais livres. Para isso, é preciso que ele esteja em boas condições”.

 

Dra. Adriana Ávila é formada pelo Centro Universitário São Camilo e atua em São Paulo. CRN-SP: 3-2816.

Foto: Shutterstock

TAGS
vitamina-e

FIQUE POR DENTRO DE DICAS
DE SAÚDE
E BEM-ESTAR

Nenhum comentário para "Radicais livres: Álcool e tabaco podem aumentar a quantidade dessas substâncias no organismo? Por que?"
Seja o primeiro a comentar

Obrigado por compartilhar sua opinião! Todos os comentários passam por moderação, por isso podem não aparecer imediatamente na matéria.