Qual o papel do farmacêutico no processo de tratamento dos pacientes?


  • +A
  • -A

Quando adoecemos, o acompanhamento do seu médico é essencial para o sucesso do tratamento. Entretanto, não é só este profissional que tem um papel importante. O farmacêutico também participa ativamente do processo, esclarecendo dúvidas e garantindo a correta utilização daquilo que é prescrito, além de esclarecer dúvidas sobre medicamentos referência, similares e genéricos. “O farmacêutico pode ser definido como o pilar, ou seja, é quem mantém o estabelecimento funcionando dentro da lei, garantindo que todos seus clientes alcancem o objetivo terapêutico”, diz a profissional Camila Biancalana de Aquino.

Fale com quem entende do assunto

Se seu médico te prescrever um remédio cheio de orientações e, ao chegar na farmácia, surgirem algumas dúvidas antes da compra, não é necessário se preocupar ou remarcar a consulta médica.  O farmacêutico é a pessoa ideal para esclarecer esses pontos de interrogação e orientar sobre como usar os remédios corretamente. “Impedimos a automedicação, uso incorreto e irracional dos medicamentos e, consequentemente, os efeitos adversos causados pelo uso indevido dos produtos farmacêuticos”, conta.

Camilla ainda explica que a relação médico-farmacêutico é de extrema importância para o paciente, na qual os profissionais devem ter uma relação direta, evitando assim as dúvidas que podem pôr em risco o tratamento do cliente que busca os serviços médicos.

É por isso que para a saúde e bem-estar do paciente, cada um destes profissionais importa. “O médico é responsável pelo diagnóstico e prescrição dos medicamentos, já o farmacêutico é responsável pela conferência do mesmo, garantindo que a aquisição desses produtos seja feita de acordo com a lei, e com a real necessidade do cliente”, finaliza.

Camilla Biancalana de Aquino é farmacêutica com MBA em Cosmetologia pelo Ipupo. CRF-SP: 76608

TAGS

FIQUE POR DENTRO DE DICAS
DE SAÚDE
E BEM-ESTAR

Nenhum comentário para "Qual o papel do farmacêutico no processo de tratamento dos pacientes?"
Seja o primeiro a comentar

Obrigado por compartilhar sua opinião! Todos os comentários passam por moderação, por isso podem não aparecer imediatamente na matéria.