Fila de espera: Como os médicos devem lidar com essa queixa constante de pacientes?


  • +A
  • -A

Um dos grandes problemas dos consultórios médicos é a fila de espera. Por mais que se saiba que o fluxo diário de pacientes das clínicas é intenso, a demora no atendimento não deixa de ser um motivo de estresse e aborrecimento para quem está aguardando a sua vez. “Mesmo assim, é importante que os pacientes recebam a informação de que existe uma grande demanda pelo atendimento do médico em determinados locais”, aconselha a nutricionista Adriana Ávila. “Além disso, deve-se ressaltar que os profissionais fazem sempre o possível e o seu melhor para agilizar os atendimentos”.

Conscientizando o paciente


A profissional destaca a importância dessas informações serem passadas no momento em que o paciente faz o agendamento de sua consulta, pois assim ele já sai de casa sabendo que possivelmente terá que esperar mais do que gostaria. A medida é simples, mas provoca um efeito amenizador que ajuda bastante o paciente a evitar dor de cabeça.

A conscientização do paciente acaba sendo diretamente benéfica ao médico, que assim não precisará lidar com um possível clima hostil, de cobranças e reclamações, que geram inquietação e pressa. “Este cenário pode influenciar negativamente o rendimento do profissional. Ao ver que não dá conta de vencer a demanda, ele fica ansioso e o processo é todo prejudicado”, diz Adriana.

Soluções para amenizar a insatisfação com a fila de espera


Uma solução para a espera é otimizar o tempo adiantando alguns procedimentos clínicos. “No caso de um nutricionista, ele pode, por exemplo, organizar o seu atendimento com instrumentos para verificação dos hábitos alimentares de uma forma mais objetiva. O paciente preencheria uma ficha enquanto aguarda a consulta e o profissional faria a checagem depois. Se houver espaço adequado, também dá para fazer atendimentos em grupo, que, além de agilizarem a fila de espera, são produtivos”, conclui Adriana.

Dra. Adriana Ávila é formada pelo Centro Universitário São Camilo e atua em São Paulo. CRN-SP: 3-2816.

Foto: Shutterstock

TAGS
medico
paciente
tratamento

FIQUE POR DENTRO DE DICAS
DE SAÚDE
E BEM-ESTAR

Nenhum comentário para "Fila de espera: Como os médicos devem lidar com essa queixa constante de pacientes?"
Seja o primeiro a comentar

Obrigado por compartilhar sua opinião! Todos os comentários passam por moderação, por isso podem não aparecer imediatamente na matéria.