A diarreia é um problema mais grave para crianças? Por quê?


  • +A
  • -A

A diarreia é definida como o aumento do número de evacuações e pode estar acompanhada da alteração da consistência das fezes. Todas as pessoas estão sujeitas a enfrentar um caso de diarreia. No entanto, o problema costuma ser muito mais frequente e mais grave entre as crianças.

“As crianças são muito mais sensíveis a um quadro de diarreia e apresentam maior risco de complicações quando comparadas aos adultos”, alerta a pediatra Cintia Lago. “As lactentes e as crianças com algum grau de desnutrição são as mais vulneráveis”. A desidratação, vale destacar, é a principal complicação e preocupação dos pais e pediatras em situações de diarreia aguda.

Desidratação causada pela diarreia é mais comum em crianças


Segundo a especialista, as crianças são mais suscetíveis devido à maior proporção de água em seu organismo. “Qualquer perda de líquido não reposta é significativa e pode levar a um grande desequilíbrio no organismo”, explica a médica. Dependendo do grau de desidratação, alguns casos de diarreia podem evoluir para insuficiência de órgãos, choque e até coma.

A maioria das instâncias de diarreia é benigna e autolimitada, de acordo com Cintia, e dura em torno de uma a duas semanas. Em caso de persistência ou sinais de desidratação, é preciso procurar um pediatra. Os pais devem ficar atentos a esses sinais em uma criança com diarreia para evitar outras complicações. Boca seca, olhos fundos, irritabilidade, choro sem lágrimas e pouca urina ou urina escura são alguns exemplos.

Cuidados com a alimentação ajudam a prevenir desidratação


Para a pediatra, o objetivo do tratamento da diarreia é sempre adotar medidas para prevenir a desidratação: “Devemos aumentar a oferta de líquidos e oferecer soluções de hidratação oral em pequenas quantidades depois de episódios diarreicos. A alimentação deve ser mantida normalmente, mas nunca insistir em caso de resistência”. É importante dar preferência a alimentos de fácil digestão, como cereais, batatas e arroz, e evitar produtos gordurosos e muito temperados. A suplementação de zinco também pode ser recomendada, já que esse mineral ajuda
a reduzir a frequência e a duração dos episódios de evacuações e regula a perda de água nas fezes.

Dra. Cintia Mirella Lago da Fonseca é pediatra, membro da Sociedade Brasileira de Pediatria e pós-graduada em Terapia Intensiva Pediátrica e Neonatal. CRM-RJ: 98282-2

Foto: Shutterstock

TAGS
diarreia

FIQUE POR DENTRO DE DICAS
DE SAÚDE
E BEM-ESTAR

Nenhum comentário para "A diarreia é um problema mais grave para crianças? Por quê?"
Seja o primeiro a comentar

Obrigado por compartilhar sua opinião! Todos os comentários passam por moderação, por isso podem não aparecer imediatamente na matéria.

x

Parabéns

Em breve sua revista chegará em sua casa

Percebemos que você gostou do nosso conteúdo. Quer receber nossa revista em casa?

Preencha o formulário com seus dados que enviaremos para você!

* IMPORTANTE: Isso não é uma assinatura. Você receberá apenas esta edição da Revista CUIDADOS PELA VIDA.