Gases: dores muito fortes pode ser um sinal de problema sério?


  • +A
  • -A

A produção de gases pelo corpo humano é resultado tanto da deglutição de ar quanto do processo de digestão dos alimentos. Sua presença no aparelho digestivo é, portanto, completamente normal. Mas, em algumas pessoas e em situações específicas, pode ocorrer uma produção excessiva, causando desconforto e dores abdominais fortes.

Intolerância alimentar pode provocar gases e dores abdominais


Embora as dores sejam sintomas frequentes da produção excessiva de gases, é importante ficar de olho, principalmente se houver outros sintomas. “Devemos suspeitar de alguma doença quando parar de eliminar os flatos e quando há perda de peso não explicada, dores abdominais associadas a fezes escuras e mal cheirosas, febre e diarreia por mais de cinco dias“, explica a gastroenterologista Amanda Buchmann.

A especialista recomenda buscar o auxílio de um clínico geral ou gastroenterologista para investigar o problema, caso os gases estejam acompanhados de um desses sintomas. Prisão de ventre, intolerâncias e intoxicações alimentares, síndrome do intestino irritável, doença celíaca, gastroenterite infecciosa e até alguns tipos de medicamentos podem ser a causa.

Atividade física ajuda a diminuir produção de gases em excesso


A forma mais adequada de tratamento dependerá do diagnóstico fornecido pelo médico. Na ausência de doenças, algumas medidas podem contribuir para diminuir a produção de gases e
melhorar as dores – até existe uma melhor forma para dormir e ter uma boa noite de sono. “Prática regular de atividade física para melhora da motilidade intestinal, uso de probióticos visando a instituição de uma flora intestinal saudável, evitar comer muito rápido e falar em excesso durante as refeições”, lista bons exemplos a nutróloga Paula Whyte.

A alimentação também é importante, já que algumas comidas provocam muitos gases. “Limitar o consumo de alimentos conhecidos como produtores de gás, como repolho, cebola, brócolis, trigo e batata, deve ser recomendado como início à terapia”, afirma Dra. Amanda. Durante uma consulta, o médico pode prescrever ainda o uso de simeticona, medicamento que quebra e dissolve as bolhas de gás.

Dra. Amanda Buchmann é gastroenterologista do Setor de Gastro-Hepatologia do Hospital Federal dos Servidores do Estado e atende no Rio de Janeiro. CRM-RJ: 52918555

Dra. Paula Paixão de Madrid Whyte é nutróloga, especializada em Clínica Médica e é integrante do Núcleo de Nutrologia da Clínica Bruno Vargas, em Belo Horizonte (MG). CRM-MG: 49673.

Foto: Shutterstock

TAGS
dores-no-corpo
gases

FIQUE POR DENTRO DE DICAS
DE SAÚDE
E BEM-ESTAR

1 comentário para "Gases: dores muito fortes pode ser um sinal de problema sério?"

Raquel Castelo Branco

Tenho fortes dores abdominal e muitos gases chego ter dores

Deixe seu comentário

Obrigado por compartilhar sua opinião! Todos os comentários passam por moderação, por isso podem não aparecer imediatamente na matéria.