Remédio para dor: automedicação para alívio dos problemas é um perigo?


  • +A
  • -A

Ao sentir qualquer dor, como dor de dente, dor de cabeça ou dor muscular, muitas pessoas fazem uma rápida automedicação e recorrem ao uso de analgésicos para aliviar o desconforto. No entanto, esta atitude pode representar um perigo para a saúde, não porque apenas existem diversos tipos de analgésicos, mas também porque eles atacam apenas a dor e podem mascarar a verdadeira causa do sintoma.

Automedicação pode agravar quadro de saúde


O uso de analgésicos sem assistência médica pode gerar complicações, como alerta a neurologista Jerusa Smid: “Existem diversas contraindicações. Por exemplo, o uso de anti-inflamatórios não hormonais pode estar associado a lesão renal e hemorragia digestiva”. Alguns analgésicos entram neste grupo de medicações.

Entretanto, os remédios que não precisam de prescrição para que sejam comprados, como os analgésicos mais comuns, têm menor chance de produzir algum efeito colateral. O fato de estarem mais facilmente disponíveis à população, por outro lado, não significa que uma consulta com um profissional deve ser dispensada.

Médico deve ser procurado ao sentir dor frequente


“Caso seja a primeira vez que você tenha esse sintoma, sim, a melhor opção é consultar um médico. Caso você já tenha tido uma orientação médica, não, apenas se houver mudança no padrão da dor ou na frequência do sintoma”, afirma Jerusa. Estas alterações podem ser sinais de que há um problema maior que deve ser investigado.

Mesmo que um profissional tenha recomendado o uso de algum analgésico, é preciso ter cautela. “Todos os remédios podem estar relacionados a efeitos colaterais. Mesmo se o indivíduo teve autorização médica para tomar determinada medicação, caso o padrão de uso se torne mais frequente, ele deve retornar ao profissional para que novas condutas sejam tomadas”, ressalta a especialista.

Dra. Jerusa Smid é neurologista formada pela USP e secretária do Departamento de Neurologia Cognitiva e do Comportamento da Academia Brasileira de Neurologia. CRM-SP: 100713

Foto: Shutterstock

TAGS
dores-no-corpo

FIQUE POR DENTRO DE DICAS
DE SAÚDE
E BEM-ESTAR

Nenhum comentário para "Remédio para dor: automedicação para alívio dos problemas é um perigo?"
Seja o primeiro a comentar

Obrigado por compartilhar sua opinião! Todos os comentários passam por moderação, por isso podem não aparecer imediatamente na matéria.