O que é a síndrome do ombro congelado? Como identificar e tratar?


  • +A
  • -A

Síndrome do ombro congelado é o termo popularmente utilizado para falar sobre a capsulite adesiva. “O ombro congelado ocorre como consequência de processos inflamatórios crônicos causados por rupturas dos tendões, bursites ou ainda como complicação de cirurgias”, afirma o ortopedista e traumatologista Roberto Ranzini.  

 

Síndrome do ombro congelado causa dor e rigidez do ombro

 


“Trata-se de uma grande perda da amplitude dos movimentos da articulação do ombro. É praticamente um bloqueio articular acompanhado de dores de forte intensidade”, explica o especialista.
Diabetes, doenças da tireoide, hérnia de disco cervical, traumas e atividades físicas que sobrecarregam braços e ombros estão entre os fatores de risco da síndrome.

A doença é dividida em três fases. Na primeira, chamada de fase inflamatória, a dor começa mais leve e piora com o passar das semanas. A segunda etapa da síndrome é caracterizada pelo congelamento, em que a mobilidade do ombro é reduzida progressivamente. É possível que o paciente não consiga mais colocar a mão nas costas. Já a dor diminui e se torna menos incômoda que o enrijecimento. A terceira fase é conhecida como descongelamento: a dor diminui muito e a movimentação do ombro retorna gradualmente.  

 

Tratamento do ombro congelado envolve fisioterapia e medicação

 


Os pacientes que sofrem com o problema devem procurar tratamento médico para manter a capacidade de movimentação dos ombros. “Primeiramente é importante determinar a causa desta alteração e, a partir do correto diagnóstico, devemos iniciar a reabilitação com sessões de
fisioterapia para ganhar amplitude de movimentos”, diz Ranzini.

O médico também destaca a associação de medicamentos anti-inflamatórios e analgésicos para diminuir o desconforto nos pacientes de maneira mais rápida. Entretanto, há casos mais complicados, em que a doença se mostra mais resistente ao tratamento e que é preciso recorrer à correção cirúrgica. O procedimento mais recomendado é a artroscopia.

 

Dr. Roberto Ranzini é ortopedista e traumatologista formado pela USP, especialista em Medicina Esportiva e atua em São Paulo. CRM-SP: 70975 http://www.medicinaesportiva.com.br/

 

Foto: Shutterstock

TAGS
atividade-fisica
dores-no-corpo

FIQUE POR DENTRO DE DICAS
DE SAÚDE
E BEM-ESTAR

Nenhum comentário para "O que é a síndrome do ombro congelado? Como identificar e tratar?"
Seja o primeiro a comentar

Obrigado por compartilhar sua opinião! Todos os comentários passam por moderação, por isso podem não aparecer imediatamente na matéria.